Anúncios melhores para o benefício de todos

quarta-feira, 21 de março de 2012 | 11:00

Marcadores

Acreditamos que os anúncios são informações úteis e relevantes que podem ajudar você a encontrar o que procura online, seja se estiver em busca de câmeras digitais ou à procura de novos carros. Também queremos que você seja capaz de usar o Google e clicar em qualquer anúncio que o interesse sem se preocupar. Assim como nos esforçamos para livrar o Gmail do spam e manter a Google Play Store livre de malware, o nosso compromisso é exigir padrões rigorosos para os anúncios que aparecem no Google e em nossos sites parceiros.

Como todas as empresas da internet, travamos uma guerra contra um grande número de agentes mal-intencionados: desde sites que vendem mercadorias falsificadas e ingressos fraudulentos a operações internacionais do submundo que distribuem malware e spyware. Temos de permanecer vigilantes, porque os golpistas sempre buscam novas maneiras de abusar dos nossos sistemas. Dado o número de pesquisas no Google e o número de empresas legítimas que contam com este sistema para alcançar usuários, o nosso esforço para remover os maus anúncios deve ser preciso e na escala correta.

Recentemente realizamos algumas melhorias para ajudar a garantir que os anúncios que você vê obedeçam às nossas rígidas políticas, portanto, decidimos oferecer uma visão geral dos nossos princípios e dessas novas tecnologias.

Anúncios prejudiciais aos usuários não são permitidos no Google
Sempre olhamos para o nosso sistema de anúncios com confiança e segurança em mente. As nossas políticas cobrem um amplo leque de questões em todos os países do globo onde fazemos negócios. Por exemplo, as nossas políticas de anúncios não permitem a propaganda de produtos ilegais como produtos falsificados, ou perigosos, como armas ou cigarros. Também não permitimos anúncios com alegações enganosas (“Perca peso! É garantido!”), golpes de trabalho em casa (“Fique rico trabalhando em casa!”) ou práticas obscuras de cobrança.

Como tudo funciona
Com bilhões de anúncios enviados ao Google anualmente, usamos uma combinação de tecnologia sofisticada e análise manual para detectar e remover esse tipo de publicidade. Gastamos milhões de dólares para construir modelos avançados de aprendizagem de máquinas e arquitetura técnica para enfrentar esta batalha. Esses sistemas são projetados para detectar e remover anúncios para sites de downloads maliciosos que contenham malware ou vírus antes que sejam exibidos no Google. Nossos sistemas automatizados também vasculham e analisam as páginas de destino, os websites para onde os usuários são levados quando clicam no link, além das contas dos anunciantes. Quando a publicidade repreensível é marcada por nossos sistemas automatizados, nossos especialistas de política analisam os anúncios, sites e contas detalhadamente e tomam as devidas ações.

Melhorias nos sistemas de detecção

Eis algumas das melhorias importantes que realizamos recentemente em nossos sistemas:

  • “Vigilância de consulta” aprimorada para anúncios de produtos falsificados: Ainda que qualquer pessoa possa denunciar a publicidade de produtos falsificados, ampliamos a nossa monitoração pró-ativa de consultas e palavras-chave relacionadas a mercadorias falsificadas que nos permitem apanhar mais anúncios ilegais antes que apareçam no Google;
  • Novo “modelo de risco” para detectar violações: Nossa varredura por computador depende de modelos de risco detalhados para determinar se um anúncio em particular pode estar em violação das nossas políticas. Recentemente, atualizamos nosso sistema de engenharia com um novo “modelo de risco” ainda mais preciso na detecção de anunciantes que possam violar nossas políticas;
  • Agilização do processo de análise manual: Alguns anúncios precisam ser analisados manualmente. Para incrementar o nosso tempo de resposta na prevenção de anúncios que violem nossas políticas, agilizamos nossos processos internos e sistemas para análises manuais, o que possibilita que nossos especialistas sejam mais precisos e rápidos;
  • Tempo de resposta de 24 horas: Nossa meta é reagir dentro de 24 horas após receber uma reclamação confiável sobre um anúncio para assegurar que nossas análises ocorram de maneira pontual.
Também analisamos e atualizamos rotineiramente as áreas cobertas pelas nossas políticas. Por exemplo, recentemente atualizamos nossa política para anúncios relacionados a empréstimos de curto prazo a fim de proteger os usuários contra alegações enganosas. Para empréstimos de curto prazo, exigimos que os anunciantes divulguem os detalhes escritos em letras miúdas, como tarifas adicionais e taxas anuais, além das implicações do não pagamento ou em atraso.

Os maus anúncios estão em declínio
Os números mostram que temos tido sucesso. Em 2011, os anunciantes enviaram bilhões de anúncios ao Google, e, de todos esses, desabilitamos mais de 130 milhões. E os nossos sistemas continuam a melhorar. Na verdade, em 2011, reduzimos a porcentagem de maus anúncios em mais de 50% em comparação a 2010. Isso significa que nossos métodos funcionam. Também descobrimos a vasta maioria desses anúncios fraudulentos antes que sequer fossem exibidos no Google ou em qualquer uma das nossas redes parceiras. Por exemplo, em 2011, encerramos aproximadamente 150 mil contas por tentarem anunciar produtos falsificados. E mais de 95% dessas contas foram descobertas por meio de nossos próprios esforços de detecção e modelos de risco.

David Baker, diretor de engenharia do Google, pode explicar mais sobre como detectamos e removemos anúncios fraudulentos:



O que você pode fazer para ajudar
Se você for um anunciante, leia as nossas políticas criadas para proteger os usuários, para que você ajude a manter a web um lugar seguro. Para todos os outros, o nosso site Good to Know oferece muitos conselhos ótimos, que incluem dicas para evitar golpes na internet. Você também pode denunciar anúncios que considerar fraudulentos ou que violem as nossas políticas. Se achar necessário, pode registrar uma reclamação na agência apropriada, como listado na nossa Central de Ajuda da Pesquisa na web.

A publicidade on-line é vital para o comércio na web, então é crucial que as pessoas possam confiar nos anúncios no Google e em toda a internet. Continuaremos a publicar mais informações sobre nossos esforços e desenvolvimentos neste espaço.

Postado por Sridhar Ramaswamy, vice-presidente sênior de engenharia